BLOG DE RNPACARJAS

BLOG DE RNPACARJAS
carajas

RADIO CNAGITOS

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

ASSALTANTE CEGO É DETIDO VENDENDO DROGAS EM CASA, EM MOSSORÓ

O assaltante Marcos Viana de Oliveira, 28 anos,que teve os dois olhos arrancados dentro da Penitenciária Agrícola Mário Negócio e que cumpria prisão domiciliar, foi detido vendendo droga em casa no bairro Boa Vista em Mossoró, na manhã desta quarta-feira (21).
“Marcos Ceguinho”, foi detido pela equipe da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) de Mossoró. Com ele os agentes encontraram 34 trouxinhas e um tablete com 71 gramas de maconha, além de uma certa quantia em dinheiro fracionado.
Marcos cumpriu pena de cinco anos no Complexo Penal Mario Negocio acusado de assalto. No inicio de 2010, já em liberdade, o mesmo foi flagrado traficando droga e voltou a prisão.
Segundo informações, em maio de 2010, o assaltante se envolveu em uma confusão dentro do presídio com outros três detentos. Marcos disse que a briga foi por causa de um jogo de cartas.
Os agressores acusaram Marcos de está paquerando com suas namoradas. Os presidiários arrancaram a sangue frio os dois olhos de Marcos Viana de Oliveira.
Marcos foi beneficiado com o regime de prisão domiciliar e estava usando do benefício para comercializar droga. Na delegacia, o assaltante disse que seus clientes eram fieis, pagavam “direitinho”. Ele disse ainda que estava comercializando o entorpecente para manter o próprio vício.
O delegado Rafael Arraes disse que a residência de “Marcos Ceguinho” já vinha sendo investigada como porto de comercialização de drogas. O delegado disse ainda que o acusado será conduzido de volta para o Complexo Penal e ficará à disposição da Justiça. Fonte: O Câmera

Rio Maria: Eráclito Gesuino poderá ser candidato a deputado estadual pelo PC do B em 2014



Secretário de Governo Eráclito Gesuino

O atual Secretário de Governo da Prefeitura de Rio Maria, Eráclito Gesuino poderá ser candidato a Deputado Estadual pelo Partido Comunista do Brasil nas eleições de 2014. 
O compromisso politico já está sendo selado através de varias conversas entre Eráclito Gesuino e o assessor da Secretaria de Educação de Rio Maria e Presidente municipal do PC do B, Wesley Batista, com o presidente estadual do PC do B e ex – secretario estadual de esporte do Governo Ana Julia, Jorge Panzera. 
O ato de filiação do pretenso candidato deverá acontecer em um grande almoço marcado para o mês de dezembro. Ainda segundo informações, serão apresentadas diversas lideranças religiosas que se filiarão no Partido Comunista Brasileiro (PC do B) . 

Presidente do PC do B, Wesley Batista
Nessas eleições de 2012 o PC do B foi o 5º partido mais bem votado em Rio Maria e fará um trabalho politico regional para eleger um deputado estadual em chapa própria o que fortalece a campanha politica de Erácito Gesuino que poderá ser eleito com o voto do povo do Sul do Estado do Pará, em especial de Rio Maria e Floresta do Araguaia. 
Constantemente Eráclito Gesuino tem conversado com o presidente do partido acertando detalhes da sua filiação e candidatura. Ele é secretário de governo da prefeitura municipal de Rio Maria e já foi secretário em outras prefeituras do Sul do Pará. 


Caso o ato seja mesmo efetivado e concretizado Eráclito Gesuino deixará o PRB - Parido Republicano Brasileiro. (carajasesportivo.blogspot.com / texto e fotos: José Augusto)

Investigação na Justiça pode suspender diplomação de prefeito eleito no Seridó

Uma investigação por suposta compra de votos, que corre em segredo de Justiça pode comprometer a diplomação de um prefeito eleito na região do Seridó. Apesar das várias tentativas, não tem sido fácil conseguir vazar quase nada da investigação feita inicialmente pelo Ministério Público.
Uma fonte garantiu ao Blog que o próprio MP estaria convicto, diante das provas colhidas, de pedir a cassação da diplomação, tanto do prefeito como do seu vice eleito. No caso da diplomação ser anulada, fica a dúvida se quem assume é o segundo colocado, ou se haverá novas eleições no referido município.

Covardia

Vídeo mostra garota de 18 anos sendo agredida por policial em Curitiba



O fato aconteceu antes da partida entre Curitiba e Vasco no sábado (17). Ela participava da 'Caminhada da Paz' promovida por torcedores.




Jean Souza em 20/11/2012

Vergonha Nacional Salário mínimo previsto para 2013 é aumentado em R$ 4

Aquele que realmente trabalha, se doa e derrama o suor, é quem passa a maior vergonha nacional. O trabalhador assalariado, aquele que depende do misero salario minimo, enquanto deputados, senadores, vereadores e prefeitos ganham um salario gordo, vejam o que acontece com o do trabalhador.

O valor do salário mínimo previsto para entrar em vigor a partir de janeiro de 2013 será R$ 674,95, um ganho de R$ 4 em relação à expectativa anunciada anteriormente de R$ 670,95. O reajuste se deve à atualização dos parâmetros macroeconômicos enviados hoje (21) pelo Executivo para o Congresso.

Os cálculos do governo elevaram de 5% para 5,63% a previsão de inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para 2012, um dos índices usados para o cálculo do reajuste do valor do mínimo.

O novo índice será usado na proposta orçamentária para 2013 em análise na Comissão Mista de Orçamento do Congresso. Pelos cálculos do Ministério do Planejamento, a elevação de 0,63 ponto percentual do INPC terá impacto de R$ 1,243 bilhão nos gastos com benefícios previdenciários e assistenciais vinculados ao salário mínimo, como aposentadorias e pensões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), seguro-desemprego e abono salarial.

A atualização manteve o crescimento real do produto interno bruto (PIB), para 2013, em 4,5%, mas rebaixou de 3% para 2% o crescimento deste ano. A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) estabelece que o Executivo envie a atualização dos parâmetros da economia. Os números são usados na avaliação da despesa e da receita para o próximo Orçamento.

Câmara aprova idade menor para saque de PIS/Pasep

A Câmara dos Deputados aprovou a diminuição da idade mínima, de 70 para 60 anos, para saque das contas individuais do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). O projeto, que segue para sanção presidencial, também concede o direito às pessoas com deficiência.
O PIS e o Pasep foram unificados em 1975 e, após a Constituição de 1988, os recursos deixaram de ser creditados aos participantes e passaram a compor o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para custear o pagamento do seguro-desemprego e fomentar o setor produtivo. Também servem para pagar anualmente um abono salarial a trabalhadores cadastrados que ganhem até dois salários mínimos.
Para o relator da proposta, deputado Júlio Cesar (PSD-PI), o projeto não acarretará grandes impactos financeiros para o governo. "Estamos tratando aqui de um saldo residual, que não provocará grande diferença no fundo PIS/Pasep, principalmente porque boa parte das pessoas que tinham depósitos em contas individuais já completou os 70 anos, idade anteriormente vigente para o saque", diz trecho do parecer.
Edição: Aécio Amado

sábado, 17 de novembro de 2012

MAIS UMA BLITZ EDUCATIVA EM BODÓ


            A Equipe Proteção e Prevenção esteve durante o dia de hoje realizando mais uma blitz educativa na cidade de Bodó. Essa Equipe mostrou mais uma vez que verdadeiramente tem muita força e união. O Instrutor Tertuliano, auxiliado pelos Instrutores Antonyone, Rodrigo e Geonardo se deslocaram àquela cidade e com o apoio do Destacamento de Polícia de Bodó levaram orientação e prevenção aos condutores e motoristas. Os alunos Proerdianos, personagens principais desta ação, panfletavam e adesivavam os veículos alertando a todos para importância de um trânsito seguro para todos.
PROERD no Sertão


BARBOSA NEGA LIMINAR QUE QUESTIONAVA PISO SALARIAL DE PROFESSORES

O ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou liminar que pretendia alterar o regime de pagamento do piso nacional de professores. Governadores de seis estados – Mato Grosso do Sul, Goiás, Piauí, Rio Grande do Sul, Roraima e Santa Catarina – alegavam que o critério de reajuste era ilegal. A decisão de Barbosa é liminar, e a ação ainda será analisada no mérito.
O piso nacional dos professores foi criado com uma lei de 2008, declarada constitucional pelo STF em abril do ano passado. Um dos artigos da lei estipula que o piso deve ser atualizado anualmente em janeiro, segundo índice divulgado pelo Ministério da Educação.
Para os seis estados que acionaram o Supremo, a adoção de um critério da Administração Federal para o aumento da remuneração tem várias ilegalidades e agride a autonomia dos estados e municípios para elaborar seus próprios orçamentos.
Em sua decisão, Barbosa argumenta que a inconstitucionalidade da forma de reajuste já poderia ter sido questionada na ação julgada pelo STF em 2011, o que não ocorreu. “Essa omissão sugere a pouca importância do questionamento ou a pouco ou nenhuma densidade dos argumentos em prol da incompatibilidade constitucional do texto impugnado”.
Segundo o ministro, a lei prevê que a União complemente os recursos locais para atendimento do novo padrão de vencimentos, e a suposição de que isso não ocorrerá é um juízo precoce. “Sem a prova de hipotéticos embaraços por parte da União, a pretensão dos requerentes equivale à supressão prematura dos estágios administrativo e político previstos pelo próprio ordenamento jurídico para correção dos déficits apontados”, destacou Barbosa.

MENSAGENS DE TEXTO PODEM AJUDAR FUMANTES A LARGAREM O CIGARRO

Mensagens de texto e vídeo podem ajudar o fumante a largar o vício. É o que afirmam pesquisadores da Cochrane Collaboration, organização internacional que avalia pesquisas médicas. Os autores do trabalho garantem que os consumidores estão mais propensos a deixar os cigarros de lado em um período de seis meses se receberem apoio e conselhos através de celulares. Os pesquisadores analisaram os resultados de cinco estudos em que mais de 9 mil pessoas que tentavam largar o fumo recebiam mensagens motivacionais.
Alguns programas chegavam a interagir com os usuários para ajudar na redução dos desejos. Em um dos trabalhos, participantes receberam links com vídeos curtos sobre um modelo que também tenta o mesmo objetivo. Houve variações nas pesquisas, mas as mais recentes mostraram resultados positivos após seis meses. De maneira geral, pesquisadores notaram que programas de acompanhamento por celular podem quase dobrar as chances do usuário largar o vício neste período.

União tira dinheiro dos municípios

De Fato 

A União Brasileira de Municípios (UBAM) mostra, em números, como o Governo Federal está massacrando as prefeituras. Neste ano, de janeiro a novembro, os 5.564 municípios receberam um acumulado de R$ 57 bilhões. Nesse mesmo período, a União arrecadou R$ 932 bilhões. As prefeituras tiveram direito a ínfimos 6,2%; daí, o massacre às gestões municipais.

Nova novela da Globo “O Caribe é Aqui” tem filmagens na Mina Brejuí, em Currais Novos!

.




“O Caribe é Aqui” já tem seu elenco fechado e datas para o início das gravações, externas e estúdio.
A partir da segunda quinzena deste mês, o diretor Jayme Monjardim, que esteve recentemente em Currais Novos, começa a gravar no Rio Grande do Norte. Na praia da Pipa, em Tibau do Sul, e na MINA BREJUÍ, a maior Mina de Scheelita (Tungstato de Cálcio, CaWO4) da América Latina,  localizada em Currais Novos a Princesa do Seridó.
Cerca de 40 atores e diversos técnicos deverão embarcar rumo ao Nordeste para as gravações. Após esta etapa, conforme ocorre com todas as outras novelas, a produção deverá se concentrar no Projac e na cidade cenográfica.
“O Caribe é Aqui” terá a direção geral de Jayme Monjardim (de “A Vida da Gente”). No elenco já estão escalados Raphael Viana, Bruno Gissoni, Bete Mendes, Ângela Vieira, Henri Castelli, Juca de Oliveira, Laura Cardoso e José Loreto.
“O Caribe é Aqui” tem estreia prevista para março do próximo ano.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

ENTREVISTA COM O EMPRESÁRIO MARCELO FILHO SOBRE AS MINERAÇÕES


"O governo poderia priorizar a concessão de licenças"


Depois de registrar um avanço de 417,3% na publicação de alvarás de pesquisa no Departamento Nacional de Pesquisa Mineral (DNPM) e subir seis posições no ranking nacional nos últimos nove anos, o Rio Grande do Norte deu mais um passo rumo ao topo do ranking e passou da 11ª colocação para a 9ª, considerando o número de alvarás publicados entre janeiro e maio de 2012. A quantidade de autorizações concedidas para quem quer pesquisar minério - os alvarás de pesquisa - serve de termômetro e mostra que a atividade está aquecida no estado. "Nosso solo é muito rico", justifica Marcelo Porto Filho, diretor da Metasa e presidente (licenciado) do Sindicato da Indústria da Extração de Metais Básicos e de Minerais Não Metálicos do Rio Grande do Norte - Marcelo deixou a presidência do sindicato para concorrer a eleição. Mas ainda há muitas pedras no caminho, reconhece o empresário. Falta de mão de obra qualificada e demora na concessão de licenças inviabilizam projetos e atrapalham o setor. As mudanças no Código Mineral, ainda em discussão, também preocupam. Marcelo concedeu entrevista à TRIBUNA DO NORTE pouco antes de se licenciar. Mário Tavares de Oliveira Neto, atual presidente, acompanhou a entrevista de perto e fez alguns apontamentos. Eles comentam as dificuldades enfrentadas pelo setor, apontam saídas e fazem projeções.
Aldair DantasMário Tavares de Oliveira Neto: carga tributária é outra preocupaçãoMário Tavares de Oliveira Neto: carga tributária é outra preocupação

O setor enfrentou uma crise entre 1989 e 2004. O que diferencia o cenário atual do anterior?
Marcelo Porto Filho: O comportamento da China, essencialmente. O mercado está comprando bastante. A China, que detinha 90% do mercado, produzia 100% do que precisava. Não importava, porque produzia o suficiente para suprir sua demanda. Hoje, a China está comprando. O país não pode mais produzir como produzia devido a questões ambientais.

Então, o que ocasionou a crise no Estado foi a falta de mercado comprador e esse já não seria o problema...
Marcelo Porto Filho: Isso. Como não havia quem comprasse, reduzimos a produção a praticamente zero. A única área que continuou produzindo foi a nossa, em Bodó.

Quantas minas existiam na época?
Marcelo Porto Filho: Muitas. Eram 20 só de scheelita. Currais Novos chegou a empregar 10 mil pessoas.

E dessas 20 só ficou uma?
Marcelo Porto Filho: Só ficou uma, em Bodó. As minas se espalhavam entre Currais Novos, São Tomé, Bodó e Lajes. Fecharam praticamente todas.

E o número de pessoas empregadas passou para quanto?
Marcelo Porto Filho: Setenta, no máximo.

A crise pode voltar ou isso não preocupa, pelos menos não num primeiro momento?
Marcelo Porto Filho: Por enquanto não preocupa. O momento é positivo e as expectativas são boas a longo prazo.

O fantasma da crise já não ronda o setor?
Marcelo Porto Filho: Por enquanto, não.

Em 2011, o número de alvarás de pesquisa publicados no Departamento Nacional de Pesquisa Mineral no RN bateu recorde. O que motivou este avanço, na ótica do sindicato?
Marcelo Porto Filho: O Rio Grande do Norte sempre produziu minério. Isso é tradição. Quando o mercado voltou a comprar, as empresas correram para requerer área aqui. Uma das preocupações do sindicato é tentar firmar uma parceria junto ao DNPM para dar suporte para o pequeno produtor. Hoje, praticamente 80% das áreas do RN estão requeridas por grandes empresas.

O que seria preciso para aumentar a participação dos micro e pequenos no processo?
Marcelo Porto Filho: Agilizar a concessão das licenças ambientais. A gente vem tentando amenizar este problema. Hoje, os órgãos ambientais demoram até seis meses para conceder as licenças, o que inviabiliza alguns projetos.

Apoiando o micro e pequeno, você acredita que este percentual subiria?
Marcelo Porto Filho: Creio que sim.

Oitenta por cento das áreas requeridas estão nas mãos de grandes empresários. Quantos porcento estão na mão de empresários estrangeiros ou com empresas de capital estrangeiro?
Marcelo Porto Filho: Perto de 100%. A vantagem é que essas empresas empregam mão de obra local.

A concentração das jazidas nas mãos de estrangeiros ou empresas de capital estrangeiro não seria negativa?
Marcelo Porto Filho: Não. Eles estão melhorando a qualidade de vida da população, de qualquer forma.

Importante seria se o brasileiro tivesse as mesmas oportunidades...
Marcelo Porto Filho: Isso mesmo.
Mário Neto: Nós precisamos, na verdade, verticalizar nossa produção como a China fez. A gente só faz produzir matéria prima, sem agregar valor nem conhecimento. Essas empresas estrangeiras não estão interessadas em verticalizar a produção aqui, só no país de origem delas.

Estamos assistindo a reabertura de várias minas. Saberia dizer quantas retomaram as atividades nos últimos anos?
Marcelo Porto Filho: São muitas. Não saberia dizer quantas.

Em entrevista concedida à Tribuna do Norte, no início do ano, o coordenador estadual de Desenvolvimento Mineral, Fábio Rodamillans, disse que os ventos sopram tão a favor do RN que mesmo que o Governo não fizesse nada, a mineração potiguar deslancharia. Você concorda? É isso mesmo ou não é bem assim?
Marcelo Porto Filho: O governo poderia priorizar a concessão das licenças. Dificuldades como essas levam muitas vezes o empresário a desistir ou a retardar o início da produção. Essa demora prejudica quem está gerando emprego direto e indireto.

No início do ano, a Tribuna do Norte entrevistou Otacílio Carvalho, mestre em Mineração Econômica pela Universidade de Brasília (UNB) e professor do curso de Geologia do IFRN. Ele apresentou uma visão diferente da apresentada pelo coordenador estadual de Desenvolvimento Mineral. Para Otacílio, o Estado perderia investimentos se não criasse condições favoráveis aos empresários da mineração. Você concorda com Otacílio?
Marcelo Porto Filho: O governo poderia melhorar a logística e a infraestrutura. Nós vemos as dificuldades que as empresas maiores, principalmente as que exploram ferro, enfrentam.
Mário Tavares: O Governo também poderia dar algum incentivo fiscal. Nossa carga tributária é muito alta. Como o empresário mineral vai disputar mercado em países com carga tributária menor?
Marcelo Porto Filho: Também estamos apreensivos com o que vai ocorrer com o Código de Mineração, que está sendo reformulado.

Já se sabe que mudanças ele sofrerá?
Marcelo Porto Filho: Não. Nós estamos bem apreensivos. Interessante seria ter acesso ao novo texto.

Então você teme que o novo texto traga alguma ameaça?
Marcelo Porto Filho: Não é bem uma ameaça.
Mário Tavares: Estão pensando em aumentar as taxas e a compensação financeira por extração mineral. Estão dizendo que estes 'royalties' são baixos. Se olhar só para ele, realmente é baixo, mas se você olhar a carga tributária, é alta. Além disso, conquista o direito de pesquisar a área quem requere primeiro, pela legislação em vigor. A nova legislação poderá determinar uma espécie de leilão.

Tipo quem oferece mais passa na frente?
Mário Tavares: Mais ou menos isso. Tipo leilão de petróleo.
Marcelo Porto Filho: Estamos apreensivos, porque isso pode afastar os investidores estrangeiros.
Debater o texto seria até uma maneira de evitar problemas futuros. Temos que aproveitar o momento atual, que é favorável. Principalmente quem já passou pelo que nós passamos. Já pensou acontecer algo desfavorável? Acredita, então, que o RN pode perder investimentos se não criar condições favoráveis?
Marcelo Porto Filho: Sim. O estado só não corre um risco maior, porque nosso solo é muito rico. Mas se fosse só pelos incentivos, com certeza perderíamos.
Mário Tavares: A indústria pode ir para qualquer lugar. Nós, do setor mineral, não. Quero deixar claro, porém, que o setor é beneficiado pelo Proadi. O incentivo, entretanto, poderia ser estendido a todas as empresas do ramo.

Segundo a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec), o setor renderá R$ 1,5 bilhão ao RN até 2014. Sérgio Dâmaso, diretor geral do DNPM, fala em R$ 2 bilhões. Quanto o setor renderá ao estado até 2014, segundo o sindicato?
Marcelo Porto Filho: Se todas as empresas investirem o que estão dizendo que investirão, chegaremos a este número. Temos só em fase de implantação, cinco grandes projetos. Todos com investimento previsto acima de R$ 10 milhões.

Quantos são ao todo?
Marcelo Porto Filho: Não sei ao certo o número.

Os projetos citados serão executados em quanto tempo?
Marcelo Porto Filho: São todos projetos de curto prazo. De um a três anos.

Estamos vivendo, inclusive, a retomada da produção de ouro. A australiana Crusader retomou a produção de ouro em Currais Novos há pouco tempo....
Marcelo Porto Filho: Na verdade, o momento nunca esteve ruim para ouro.

O setor atualmente emprega quantas pessoas?
Marcelo Porto Filho: Em média, 2 mil pessoas empregadas diretamente.

Até 2014, este número deve subir quanto?
Marcelo Porto Filho: A previsão é que, no minimo, dobre até lá. Consideramos neste cálculo só os maiores projetos. Há uma série de empresas menores gerando emprego e renda no interior também. Num ano como esse, muitas pessoas deixam a agricultura e se dedicam a mineração.

As perspectivas são boas a longo prazo, como você disse. O que pode ajudar e o que pode atrapalhar?
Marcelo Porto Filho: A demora na concessão das licenças pode atrapalhar. Arrendei minha área e só consegui trocar a titularidade depois de esperar 120 dias, por exemplo. E o procedimento é simples.
Mário Tavares: O Conema - Conselho Estadual de Meio Ambiente - classificou a mineração com atividade de alto impacto ambiental. Basta dizer que é mineração e qualquer projeto, independentemente do porte, é considerado de alto impacto. Nosso pleito é que o Conema altere isso, considerando não o setor, mas a dimensão do projeto. Até um garimpo cai nisso.

Você citou a dificuldade em contratar mão de obra qualificada. O sindicato sabe o tamanho do déficit no estado?
Marcelo Porto Filho: Não temos praticamente profissionais disponíveis no setor mineral. Nós fizemos uma conta por baixo e concluímos que o déficit atual é de 600 geólogos e engenheiros de Minas. Estamos pleiteando junto ao Senai novos cursos profissionalizantes para o setor mineral. As empresas chegam e exigem profissionais com qualificação, mas não temos aqui. Temos que trazê-los de fora.

Essa entrevista foi no dia 02/07/2012

Tribuna do Norte

"Tinha" arrecadou R$ 29,3 mil em Bodó


O candidato a prefeito de Bodó, Francisco Santos de Souza (DEM), o "Tinha", informou à Justiça Eleitoral que a sua arrecadação para a campanha eleitoral importou em R$ 29.304. O maior volume de doação de recursos financeiros para a campanha majoritário, cerca de R$ 10 mil, veio do próprio partido do candidato, o Democratas. Ele mesmo se doou em R$ 7.613, enquanto o prefeito Francisco Avamar Alves participou com a doação de R$ 1.800 . Já o vice-prefeito eleito, José Enilson Assunção de Melo Lula fez uma doação de R$ 3.709. O restante dos recursos foi doado por outras 11 pessoas.

Campanha de Marcelo Porto Filho arrecadou R$ 58,8 mil em Bodó


Candidato nas eleições municipais de 7 de outubro, o minerador Marcelo Porto Filho apresentou à Justiça Eleitoral uma receita de de R$ 58.810. A maior parte dos recursos - R$ 45 mil -, foi oriunda de doações do seu partido, o PMDB, enquanto do próprio bolso saíram R$ 4.930. Já a Mineração Wolfran entrou com R$ 3.411 e a pessoa de Verlândia Oliveira de Araújo Porto participou com R$ 5.469.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Moçada está exagerando no Viagra



Um levantamento feito com homens entre 25 e 35 anos atendidos pelo Centro de Referência em Saúde do Homem da capital paulista revelou que 20% dos pacientes utilizaram medicamentos para disfunção erétil sem prescrição médica. Foram consultados 300 homens durante o período de um mês.
“São jovens que acham que tomando a medicação vão virar super homens, vão ter um aumento da potência. Mas, na verdade, não tem nada disso”, disse Cláudio Murta, coordenador da urologia do Centro.
Murta explicou que o uso dos estimulantes sem necessidade não faz diferença no desempenho sexual. “A medicação funciona apenas para quem tem problema. Para quem não tem, praticamente não faz efeito”, informou.
De acordo com o médico, além de não trazer benefícios, a utilização inadequada de estimulantes pode ocasionar efeitos colaterais como dor de cabeça, nariz entupido, rosto vermelho, diarreia, náusea, vômito e, em casos mais raros, pode provocar cegueira. “Para quem tem problemas cardíacos, pode levar até a morte”, alertou.

Descoberto como nicotina de cigarros alivia ansiedade de fumantes



Dados pré-clínicos sugerem que a inativação de uma subclasse de receptores nicotínicos pode ser uma estratégia eficaz para ajudar os fumantes a parar de fumar sem sofrerem de ansiedade.
De posse das novas informações, os cientistas poderão se dedicar ao desenvolvimento de novas terapias para ajudar os fumantes a deixar o vício.Fumantes usam o cigarro por muitas razões, mas muitos deles relatam que fumam para aliviar a ansiedade, apesar dos danos para a saúde.
Há muito se procura compreender os caminhos neuroquímicos expliquem esse alívio e que, em última instância, induzem as pessoas a continuar fumando.
Os cientistas observaram que doses baixas de nicotina e de um bloqueador do receptor nicotínico tiveram efeitos semelhantes para reduzir comportamentos similares à ansiedade em um modelo animal.
Eles verificaram que a inativação da subunidade beta2, uma subclasse específica de receptores de nicotina – que “capturam” a nicotina – parece reduzir a ansiedade.
Isto é diferente do mecanismo que regula a recompensa da nicotina – o “prazer de fumar” – e provavelmente ocorre em uma área diferente do cérebro, embora a região não tenha sido identificada neste estudo.
“Este trabalho é único porque sugere que a nicotina pode estar agindo através da inativação, e não da ativação, dos receptores nicotínicos de alta afinidade,” disse Darlene Brunzell, da Universidade da Virgínia (EUA), coautora do estudo, publicado na revista PLoS ONE.
“A nicotina atua como uma chave que destrava os receptores de nicotina no cérebro. Normalmente essa chave abre o receptor, mas em outros momentos a nicotina é como uma chave que quebrou dentro da fechadura.

Prefeitos pressionam governo federal por socorro financeiro; 2 mil prefeituras preveem fechar ano com pendências


Com o argumento de que estão prestes a descumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, prefeitos em final de mandato pressionam o governo Dilma Rousseff por socorro financeiro. A área federal já indicou que estuda alguma compensação aos municípios mais pobres, prejudicados pela redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), cuja arrecadação é repartida entre os entes da federação.
Segundo pesquisa da CNM (Confederação Nacional dos Municípios), cerca de 2.000 prefeituras --43,6% dos entrevistados-- preveem que fecharão o ano com contas pendentes, sem verba em caixa. A entidade informa que a pesquisa foi feita com 4.771 dos 5.564 prefeitos do país em setembro. Os nomes e as regiões não são revelados. A insuficiência de caixa ao final do mandato pode suscitar questionamentos dos tribunais de contas ou do Ministério Público. Com isso, os governantes podem ter as contas anuais rejeitadas e serem alvos de processos na Justiça.

FPM não apresenta sinais de recuperação e preocupa prefeitos


Depois de atrasos na divulgação dos valores do Fundo de Participação de Municípios (FPM), a Secretaria do Tesouro Nacional informou o valor dos repasses que as prefeituras brasileiras receberam na semana passada.  O valor referente ao 1º decêndio do mês de novembro, descontando a inflação do último ano, isto é, em termos reais, houve um crescimento de 0,1% no repasse deste decêndio em comparação ao decêndio do ano anterior.
Assim, a leve recuperação que era esperada, devido ao fator sazonal do fundo, não aconteceu. No acumulado, em valores brutos e descontada a inflação até o primeiro decêndio de novembro, o valor é de R$ 57,1 bilhões. Em comparação com os valores do mesmo período do ano passado, o FPM acumula uma queda de 2,7%.

O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, converter o Procedimento Administrativo nº 1.28.200.000094/2012-76 em Inquérito Civil, no Município de Bodó/RN


PORTARIA No- 61, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2012
O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pelo(a) Procurador(
a) da República signatário, no exercício das atribuições constitucionais
conferidas pelo art. 129 da Constituição da República,
Resolve converter o Procedimento Administrativo nº
1.28.200.000094/2012-76 em Inquérito Civil, visando adotar todas as
medidas possíveis e necessárias, judiciais e extrajudiciais, no intuito
de apurar eventuais irregularidades no âmbito .
DESCRIÇÃO RESUMIDA DO(S) FATO(S) INVESTIGADO(
S): Atuação Preventiva para acompanhamento do recebimento,
emprego e destinação de recursos federais eventualmente recebidos
pelo Município de Bodó/RN em decorrência de seca e estiagem,
inclusive sobre questões ligadas a decretação do estado de emergência
POSSÍVEL(IS) RESPONSÁVEL(IS) PELO(S) FATO(S) INVESTIGADO(
S): Secretaria Estadual de Defesa Civil do Rio Grande
do Norte
AUTOR(ES) DA REPRESENTAÇÃO: Procuradoria da República
no Rio Grande do Norte
Comunique-se à Egrégia 5ª Câmara de Coordenação e Revisão
do Ministério Público Federal a respeito do presente ato, para
conhecimento e publicação.
CLARISIER AZEVEDO CAVALCANTE DE MORAIS

FONTE: http://www.in.gov.br/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=139&data=12/11/2012
IMPRENSA NACIONAL

sábado, 10 de novembro de 2012

Denise Roca volta a “atacar”

Denise Rocha, aquela assessora parlamentar que apareceu em vídeo íntimo e estampou capa da Playboy, resolveu matar a saudade de seus ex-colegas de Senado. Celebridade de ocasião, ela apareceu ontem na festa de entrega do prêmio Congresso em Foco e não cobrou pela aparição. Assediou e foi assediada.
Colada a uma moça de máquina em punho que se apresentava com advogada, Denise peregrinou por quase todas as mesas pedindo para tirar fotos com parlamentares. Não repetiu as críticas contra os quais acusava de, durante as sessões da CPI de Cachoeira, se ocuparem com o vídeo estrelado por ela, em vez de estarem trabalhando.
- Mas eu só vou na mesa de alguns, dos que eu gosto.
Na mesma medida em que solicitou, foi solicitada. Houve fila de curiosos, assessores parlamentares e até parlamentares pedindo um registro com a musa da CPI. A popularidade dela contrastava com a de Agnelo Queiroz. Ele entrou correndo, discursou rápido e saiu voando para fugir dos repórteres do CQC. Nada de fotos, filas ou abraços cinturados.
Por Lauro Jardim

Agora torou dentro: atenção adeptos o viagra pode cegar! É melhor o bicho ficar mole… rsrsrs..

Um em cada 5 pacientes de 20 a 35 anos que apresentam problemas sexuais já se automedicou com algum tipo de estimulante, seja remédios, como Viagra, ou fitoterápicos, como Ginkgo biloba e ginseng. Esse é o resultado de uma pesquisa feita pelo Centro de Referência em Saúde do Homem, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.
Na hora da consulta, as explicações que mais ocorrem são a curiosidade, a vontade de aprimorar o desempenho sexual e o receio de falhar no momento da relação. No entanto, os comprimidos não apresentam resultados para grande parte dos homens, segundo Joaquim Claro, médico-chefe do serviço de urologia do hospital.
“A medicação não é instantânea e muito menos mágica como acreditam os pacientes. Se o indivíduo já é saudável, o pênis dele não vai ficar ainda mais rígido após o consumo. Portanto, não vai haver mudança no desempenho”, afirma o médico.
Joaquim lembra que esses remédios podem desencadear dores de cabeça e musculares, diarreia, alergias, visão dupla e, em casos mais severos, até cegueira. Em associação com outros medicamentos, podem causar ainda hipertensão e enfarte. Por isso, somente um especialista pode diagnosticar a necessidade de uso e, ainda, o melhor método.
“Os efeitos colaterais são perigosos, mas há ainda o risco da dependência psicológica. O homem passa a supervalorizar a droga e liga o seu próprio desempenho sexual ao uso do remédio”, diz. Esta atitude gera um grau elevado de ansiedade e o paciente fica com medo de não ter mais relações satisfatórias se não contar com a ajuda medicamentosa.”
Segundo Claro, a prática de atividade física é uma maneira saudável e eficaz de melhorar a atuação na hora do sexo. Os exercícios contribuem com o condicionamento físico, melhoram a circulação sanguínea e aumentam resistência trabalhando as regiões do peito, ombros, braços e pernas, além de elevar a autoestima.

Série C: Thiago Potyguar ajuda o Paysandu a retornar a Série B após longos e dolorosos seis anos!

Macaé, RJ, 10 (AFI) - O Paysandu voltou para segunda divisão do futebol nacional. Após sua queda em 2006, os torcedores sofreram durante seis anos, mas na tarde deste sábado, no Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo, em Macaé, perdeu para o Macaé, por 3 a 2, mas por ter vencido o primeiro jogo por 2 a 0, conquistou o tão sonhado acesso.



Além disso, o Papão garantiu presença nas semifinais onde vai enfrentar o Icasa. O primeiro jogo será disputado em Juazeiro do Norte, no Ceará, e o segundo no Pará, provavelmente em Paragominas, porque o time paraense perdeu dois mandos de campo.
Com isso, o Paysandu se junta a Chapecoense e Icasa, que já conquistaram o acesso. Neste domingo, a última vaga será definida entre Fortaleza e Oeste, que se enfrentam em Fortaleza. No primeiro jogo, houve empate por 1 a 1. Um empate sem gols dá a vaga ao Fortaleza, mas outro empate por 1 a 1 leva a decisão nos pênaltis. Se houver empate por mais de um gol, a vaga será do Oeste por marcar mais fora de casa.
Emoções no Moacirzão!
jogo no Estádio Moacirzão, com público de 4.564 pagantes, foi aberto, com o Macaé abrindo 2 a 0, com Douglas Assis e Jones. Com este placar, a vaga seria decidida nos pênaltis. Mas, aos 24 minutos do segundo tempo Yago Pikachu, fez o primeiro do Papão. Daí o Macaé precisaria marcar mais dois gols.
Logo em seguida, aos 27, Jones fez mais um para o time fluminense. Mas, o gol que definiu o acesso foi marcado por Vanderson, aos 30 minutos do segundo tempo. O Paysandu só tocou a bola e deixou o tempo passar.
















Confira detalhes de alguns dos principais lances de Thiago Potiguar nesta partida decisiva onde o Payssandu conquistou o acesso para Série B. Informações dos confrades da Rádio Clube de Belém do Pará!

31 minutos: Thiago Potiguar entrou na área e chutou para o meio da área. A bola sobrou para Vanderson, na entrada da área, que chutou forte para fazer o segundo do Papão.
34 minutos: Thiago Potiguar avançou no contra-ataque, entrou na área e chutou para a defesa de Luis Henrique. Quase o Papão marca o terceiro.
35 minutos: Mudança no Paysandu: Sai Thiago Potiguar, entra Leandrinho.
40 minutos: A torcida do Macaé-RJ começa a deixar o estádio e o time tenta ir para cima, mas não consegue êxito.
43 minutos: Rodrigo Fernandes recebeu lançamento, avançou e tocou para Rafael Oliveira na área. A zaga do Macaé-RJ afastou o perigo.
44 minutos: Sobe a placa mostrando mais quatro minutos de acréscimo.
45 minutos: Norton chuta de fora da área, mas João Ricardo faz boa defesa.
47 minutos: Falta para o Papão. Vanderson cobrou, mas a bola ficou com o Macaé-RJ!
49 minutos: Fim de jogo. Papão na Série B!
FICHA TÉCNICA
Macaé: Luiz Henrique; Edson, Douglas Assis, Diego e Edu Pina; Wagner, Gedeil, Ebersson e Norton; Zambi e Jones.. Técnico: Toninho Andrade.
Paysandu: João Ricardo; Yago Pikachu, Marcus Vinicius, Fábio Sanches e Rodrigo Fernandes; Ricardo Capanema, Vanderson, Thiago Potiguar e Alex Gaibú (Neto); Kiros (Lineker) e Rafael Oliveira. Técnico: Lecheva
Árbitro: Ricardo Claus
Auxiliares: Anderson José de Moraes e Ricardo Simon Manis
Estádio: Moacirzão, em Macaé (RJ)
Cartão amarelo: Eberson e Norton (Macaé)Kiros, Alex Gaibú e Marcus Vinicius (Paysandu)
(Felipe Melo/DOL).

Confira os resultados de volta das quartas-de-final:
Quinta-feira
Luverdense-MT 1 x 0 Chapecoense * (0 x 3)
Sexta-feira
Duque de Caxias-RJ 0 x 0 Icasa-CE * (1 x 2)
Sábado
Macaé-RJ 3 x 2 Paysandu-PA * (0 x 2)
Domingo
17 horas

Fortaleza-Ce x Oeste-SP ( 1 x 1)

* Semifinalista e acesso à Série B

BODÓ e mais 10 municípios seridoenses serão beneficiados com recursos do Plano Brasil Sem Miséria

O Governo do Estado firmou convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome-MDS para a execução de ações que garantam obras de abastecimento d’água para consumo humano e produção de alimentos em 62 municípios potiguares.
As ações fazem parte do Plano Brasil Sem Miséria e terão R$ 10,5 milhões nas ações de acesso a água para consumo humano e de R$ R$ 20 milhões no acesso a água para a produção de alimentos, totalizando recursos de R$ 30,5 milhões dos orçamentos de 2012 e 2013, conforme prevê o Plano Plurianual 2012-2015. Serão beneficiados com esta medida os seguintes municípios: Acari, Bodó, Cerro Corá, Jucurutu, Lagoa Nova, Ouro Branco, Santana do Matos, Santana do Seridó, são José do Seridó, São Vicente, Tenente Laurentino Cruz.

Brasileiros vão ter que trabalhar mais para se aposentar

Até o fim deste mês, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) anuncia os resultados da pesquisa que revela a expectativa de vida do brasileiro e que, consequentemente, altera o valor do fator previdenciário, utilizado no cálculo da aposentadoria.
No ano passado, o Instituto mostrou que a expectativa de vida do brasileiro passou de 73,2 anos para 73,5 anos, entre 2009 e 2010, o que resultou em um acréscimo de 41 dias para obter, em 2012, o mesmo valor de aposentadoria que o trabalhador teria se tivesse requerido o benefício um ano antes.
Para este ano, caso nada mude nos cálculos da aposentadoria, o acréscimo para quem vai se aposentar em 2013 pode chegar aos dois meses, aposta a presidente do IBDP (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário), Jane Berwanger.
“A tendência é que o brasileiro viva cada vez mais e isso afeta diretamente o cálculo do benefício. Enquanto não houver uma definição sobre o fator previdenciário, o trabalhador irá se aposentar cada vez mais tarde”, argumenta.
Criticado pelos representantes dos trabalhadores, o fator previdenciário é aplicado desde 1999 e leva em conta o tempo de contribuição, a idade e a expectativa de vida. Na época, explica Jane, o objetivo do governo era diminuir o rombo na previdência. 
Na última semana de outubro, o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, disse que o projeto de lei com a fórmula 85/95, que extingue o fator previdenciário, deve ser votado no próximo dia 20 de novembro.
O projeto prevê a concessão do benefício conforme a soma de idade e do tempo de contribuição, que seria de 85 para mulheres e 95 para os homens. Dessa forma, um homem com 35 anos de contribuição, por exemplo, receberia aposentadoria integral a partir dos 60 anos de idade.
Por Gladys Ferraz Magalhães

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

BODÓ E SEUS RECURSOS NATURAIS

Aqui em nossa cidade temos uma mina de minério de tungstênio, lavrada á céu aberto , antes explorada pela Metais do Seridó SA, atualmente pela BODÓ MINERAÇÃO. Está localizada dentro da cidade de Bodó, no estado do Rio Grande do Norte, possuindo uma área de 189,58 hectares. O cinturão de Seridó esta localizado na Província de Borborema na região nordeste do Brasil e consiste de um embasamento gnaisse, uma sequência metassedimentar e da suite Brasiliano Ígnea metassedimentar mármores xistos. A maioria dos depósitos de skarns foram descobertos nos anos de 1940, e depois então, eles foram explotados para tungstênio e ouro.

CURIOSIDADES SOBRE O PEIXE QUE DEU ORIGEM AO NOME DE NOSSA CIDADE BODÓ



Festival do Bodó movimentou Iranduba durante esse mês.

Durante o evento, mais de 30 tipos de comidas são apresentados ao público. Entre elas estão o X-Bodó, Kibodó, Piracuí de Bodó, empada de Bodó, o Bodó de casaca, a maionese de Bodó e o vatapá de Bodó


[ i ] Em Iranduba, o peixe ganhou destaque em 2004, primeira edição do festival

Manaus – No domingo (4), na Várzea de Iranduba, município localizado a 25 quilômetros de Manaus, aconteceu o 9º Festival Gastronômico ‘Bodó com Farinha’, no Restaurante Big Bom, nas margens do Rio Solimões.

O Acari-bodó é um peixe encontrado no Amazonas e faz parte da culinária cabocla sendo apreciado em forma de caldeirada, assado ou com farinha de peixe.

Em Iranduba, o peixe ganhou destaque em 2004, quando Juvenal da Silva, organizador do evento, conhecido como ‘Big Bom’, reinventou pratos já conhecidos acrescentando neles o bodó, pois, segundo ele, o Festival veio para ‘quebrar o tabu’ de que não há como diversificar os pratos feitos com esta iguaria.

Durante o festival, mais de 30 tipos de comidas são apresentados ao público. Entre elas estão o X-Bodó, Kibodó, Piracuí de Bodó, empada de Bodó, o Bodó de casaca, a maionese de Bodó, o vatapá de Bodó, entre outros, que são vendidos nas barracas dos organizadores do evento, que também conta com apresentações de bandas de forró e bolero.

Trajetória

Em 2011, o festival ocorreu logo após a inauguração da ponte, resultando numa divulgação maior para o evento que, pela primeira vez, foi realizado em dois dias.

José Paiva, 54, microempresário, estava com a esposa e dois amigos e, por serem frequentadores do município, já sabiam do evento e aproveitaram o dia de folga para apreciarem boa música e boa comida.

O manauara Raimundo Bulcão, 56, agente de saúde, reuniu toda a família no restaurante e disse que, ‘além dos tradicionais pratos, o filé de bodó tem um gosto delicioso’.

O comerciante Valdiclei Cunha, 31, além de ter aprovado o ‘novo’ sanduíche, aprovou também o evento. Segundo ele, o mais importante de tudo é a divulgação da cidade.

Teve até a Rainha do Bodó nesse evento viu gente.

TÃO COMENTANDO POR AI...


Que a maioria das Prefeituras estão com os pagamentos dos servidores e fornecedores ATRASADOS, principalmente em cidades que os gestores não foram reeleitos ou então não conseguiram eleger os seus candidatos. Dizem até que tem casos de três meses de atraso. Nossa!!!
É esse caso GRAÇAS a DEUS não é o do município de Floresta do Araguaia, que tem um gestor altamente comprometido com o seu município, o nosso gestor pode não ter feito 100%, ninguém consegue essa perfeição, lógico, mas com certeza sempre fez e fará tudo com cautela e eficácia para atingir o melhor possível.
E que a sensatez do nosso gestor possa servir de exemplo para aqueles outros gestores que exibiram "Ns" shows com grandes bandas e outras coisitas mais... que agradam muitos e que fazem desandar outras coisas mais importantes dentro de qualquer município.
E que Deus abençoe a todos aqueles que estão em dificuldades, tudo é difícil, porém com fé em Deus e sabedoria ainda se consegue driblar os obstáculos.

MTE passará a exigir digitais para liberar seguro-desemprego


Após desarticular quadrilha que fraudava o seguro-desemprego nesta quinta-feira, em parceria com a Polícia Federal, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) informou que está aperfeiçoando o combate à fraude organizada e passará a exigir as digitais dos beneficiários para liberar o valor.

O prejuízo deixado pela última fraude foi algo em torno de R$ 30 milhões - o maior desde a implantação do beneficio em 1986. "Com uma carteira de identidade falsa, os estelionatários obtinham documentos legais como CPF, PIS/Pasep, Cartão do Cidadão, Carteira de Trabalho e CNPJ. Além disso, havia depósito na conta FGTS para que pudesse receber e tinham cartão do cidadão para fazer o saque. Por isso que a fraude foi difícil de ser percebida", explicou o secretário de Políticas Públicas de Emprego em exercício do MTE, Rodolfo Torelly, durante coletiva realizada na tarde desta quinta-feira na sede da Policia Federal, em São Paulo. 

De acordo com o ministério, a biometria deverá ser usada nos postos de atendimento do MTE para cadastrar os trabalhadores. 

Ela já está implantada nos Estados de Alagoas e Sergipe pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e deve entrar em vigor em dois anos. As informações são do Ministério do Trabalho e Emprego  
Fonte:Estadão

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Idoso dado como morto se levanta em necrotério do Hospital Walfredo Gurgel


Um idoso dado como morto se levantou no necrotério do Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, na manhã desta terça-feira (6). A informação foi confirmada por uma funcionária da direção de enfermagem da unidade médica, que preferiu não ser identificada.
Segundo essa funcionária, foi feito inclusive um exame de eletrocardiograma e foi constatado que o paciente apresentara parada cardíaca. Contudo, enquanto era ensacado no necrotério do hospital, o maqueiro percebeu uma movimentação no invólucro e verificou que o ancião ainda vivia, respirando.
A funcionária não sabe o que foi feito com o paciente depois que se contatou que ele vivia. “Mas é o que se comenta a todo instante aqui no hospital”.
No entanto, a direção do hospital nega o fato. A equipe de reportagem do DN Online esteve na unidade na tarde desta terça e a diretora geral do HWG, Fátima Pereira, informou através da assessoria de imprensa que o hospital vai abrir uma sindicância para apurar o caso e só vai se pronunciar quando tudo estiver esclarecido.
A assessoria também informou que até o início da tarde nenhum familiar procurou a direção do hospital. A assistência social do HWG afirmou à equipe do DN Online que está funcionando desde às 7h da manhã e não foi registrado nenhum fato como esse. O setor afirma que não passa de um boato.
Fontes do DN Online informaram que o caso já está na mesa do secretário Estadual de Saúde, Isaú Gerino. No entanto, a assessoria da Sesap afirmou que o secretário ficou sabendo do assunto através da reportagem do portal,  que ele desconhece o fato e acredita que se trata de um boato.
Do DN Online

BODÓ: Construtora Veneza pavimentará estrada para torre da antiga Telern


 
A prefeitura de Bodó está aproveitando bem as belezas naturais e até os equipamentos artificiais, para estimular o turismo regional que poderá ter, inclusive, reflexo em relação a municípios vizinhos, como Cerro Corá e Lagoa Nova, os quais já dispõem de uma estrutura razoável de pousadas. O prefeito Francisco Avamar Alves acaba de declarar, oficialmente, a construtora Veneza como a ganhadora da licitação que executará as obras de pavimentação da ladeira da antiga torre da Telern, a qual, quando a telefonia era feita pelo sistema de microondas e contou uma repetidora de sinal da TV Universitária e até de televisões comerciais, antes da transmissão via satélite, tinha muitos cerrocoraenses trabalhando lá, como Waci Alves, Marleucio Galvão e José Lira, que é tio do segundo. A obra está orçada em R$ 480,6 mil.

Além do morro onde tem no cimo uma imagem de Santa Luzia e e foi pavimentada a paralelepípedo, também pode ser alvo de visitação público, conforme seja autorizada pelos proprietários, as instalações da Mina Bodó e ainda da Mina Riachão. Próximo a Bodó também fica a antiga Mina Cafunca, encravada no vizinho município de Santana do Matos, de onde o município foi emancipado politicamente no começo dos anos 90.
Valdir Julião 

TCE IMPLANTA PROCESSO ELETRÔNICO, TORNANDO O PAPEL COISA DO PASSADO


O presidente do TCE, conselheiro Valério Mesquita, entregou na manhã desta segunda-feira (04/11) mais uma importante ferramenta para a modernização do órgão: a implantação do primeiro processo eletrônico. A nova tecnologia permitirá que o TCE dê agilidade à tramitação de processos, à comunicação de atos e à elaboração de peças no formato eletrônico, com maior segurança e garantias impostas pelo uso da certificação digital.
No ato de implantação, o presidente afirmou que a inovação colocará o TCE no patamar dos grandes Tribunais do país quando o assunto for tecnologia da informação. “O trabalho vai inserir o TCE entre os melhores do Brasil. Qualquer pessoa poderá ter acesso aos atos internos da Corte de Contas”, explicou com entusiasmo. A cerimônia informal contou com a presença dos conselheiros, procuradores, diretores e funcionários do TCE.
Valério explica que, para viabilizar o processo eletrônico, foram feitos investimentos com pessoal, maquinário, link de Internet e certificação digital.    “Tivemos que empreender melhorias em todos os setores para imprimir maior agilidade na tramitação”.
Segundo Mesquita, as vantagens do processo eletrônico são muitas. “Elimina-se, no mínimo, todo o tempo necessário à movimentação dos autos da origem ao TCE e aos movimentos internos, além de eliminarmos os custos com impressão, transporte, envio (correios) e viagens”, festeja.

TSE reúne comandos dos tribunais regionais eleitorais para balanço das eleições



Uma semana depois do segundo turno das eleições municipais, a presidenta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Cármen Lúcia, reúne hoje (6), a partir das 11h, 24 presidentes dos tribunais regionais eleitorais (TREs). Ela pretende fazer uma avaliação sobre a prestação de contas de campanhas, os gastos da Justiça Eleitoral, o sistema de biometria (voto com identificação digital) e os processos relativos às eleições 2012.
Ao final da reunião, Cármen Lúcia quer apresentar um balanço completo das eleições municipais, realizadas nos dias 7 e 28 de outubro, primeiro e segundo turno, respectivamente. No total, 138.544.348 eleitores estavam aptos a votar em 5.568 cidades.
Apenas os moradores do Distrito Federal e de Fernando de Noronha (Pernambuco) não votam nas eleições municipais. Do total de 138.544.348 eleitores, cerca de 7,7 milhões usaram a tecnologia da biometria para votar.
Para as eleições, foram convocados 2 milhões de mesários e 3.011 juízes eleitorais ficaram de plantão. No total, candidataram-se a prefeito este ano 15,6 mil pessoas e a vereador mais de 449 mil.

Maioria dos Municípios depende desses recursos para honrar pagamento da folha da educação e do 13º salário


Ainda de acordo com a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o atraso do Ministério da Educação em publicar os novos valores pode prejudicar as contas públicas, especialmente a das prefeituras que são beneficiados com recursos da União a título de complementação ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Se a arrecadação cai, os recursos do bolo do fundo da Educação também são diminuídos, inclusive os do Governo Federal.
 
“Como a grande maioria dos Municípios depende desses recursos para honrar com os compromissos de pagamento da folha da educação e do 13º salário, as dificuldades serão ainda maiores, pois não há tempo para fazer compensação dos repasses em várias parcelas, porque o ano já está acabando”, alerta o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski. 

Consequências dessa crise no FPM ainda produzirão muitos problemas até o final do ano para os prefeitos


A Confederação Nacional de Municípios explica que, devido à crise econômica, as prefeituras sentem os reflexos com a redução nos repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb)  e o Governo Dilma Rousseff já deveria ter revisto os valores, em razão da queda na arrecadação. 
 
Essa realidade é diferente nos diversos Estados em que a redução de receita tem variado negativamente de 3% a 11%. Para a maioria das prefeituras do país, as consequências dessa crise ainda produzirão muitos problemas até o final do ano, pois não há condições de cumprir o planejado e, por esta razão, a contenção dos gastos é inevitável.

Atraso por parte do Ministério da Educação na publicação da nova estimativa do Fundeb preocupa prefeitos


O atraso da publicação, pelo Ministério da Educação, da nova estimativa - ainda para 2012 - de receita do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) aumenta as preocupações dos gestores municipais, principalmente pela proximidade do final do ano. 
 
A Confederação Nacional de Municípios (CNM) reivindica urgência na publicação da nova portaria fixando as estimativas da receita do Fundeb, sob pena de prejuízos incalculáveis ao planejamento municipal e ao equilíbrio das contas públicas.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

TRAGÉDIA: Homem comete duplo homicídio em Floresta do Araguaia


Um homem, provavelmente com distúrbios mental, matou uma mulher cadeirante de 72 anos, e uma criança de 3 anos, a golpes de alavanca, na tarde de sexta-feira (2), em Floresta do Araguaia. 

Uma guarnição da Polícia Militar, composta pelo sargento Weder, cabo Marcos, e soldado Saimon, chegou até o local do crime, após receber chamado, por volta das 15 horas, e se deparou com um homem de nome Fábio Ribeiro da Luz, de 32 anos, segurando uma criança como refém e populares tentando tomar lhe a criança. 

Os policiais conseguiram tomar a criança e prender Fábio Ribeiro. Fábio Ribeiro já havia matado Maria Pereira da Luz, cadeirante e de 72 anos, a golpes de alavanca. Um homem, de nome Jailson Pinto Andrade, recebeu golpes de alavanca ao tentar impedir que Fábio matasse a criança, e foi atendido no hospital local e passa bem. 

A criança, Deividnil Rodrigues da Silva, de apenas 3 anos, sofreu ferimentos graves na cabeça, foi encaminhada para o Hospital Regional de Redenção, onde faleceu. A polícia agora irá investigar o que levou Fábio Ribeiro a cometer os crimes. (Fonte: Otávio Araújo / Por: Edson Fernandes)